Charles Groisman e a reconexão do homem com a natureza

Mostra-Rio-e-Ruas-mandala-menor-e13903311573681

“…Fui então apresentado aos meninos do Rios e Ruas. Quando fiz uma expedição com eles, foi meu momento de epifania. Através dos olhos do Rios e Ruas vi o que era São Paulo sob o concreto e fiquei extremamente sensibilizado por esta natureza escondida…

A frase é de Charles Groisman, da Corpore Brasil, em entrevista sobre o lançamento da plataforma “MOSTRA RIOS E RUAS”, no Planeta Sustentável… aqui: http://goo.gl/qauLoU

Ilustração: Danilo Bressiani Zamboni.

Anúncios

Alunos participam de festival em parques de São Paulo

3º Festival Cultivar será realizado até domingo (23). Objetivo do evento é celebrar a chegada da primavera.

Portal G1.
Continuar lendo

Odor do rio Pinheiros, em SP, pode causar enjoo e dor de cabeça

Folha.com – 08/04/2012 – 12h01

Sem conseguir despoluir o rio Pinheiros, o governo de São Paulo decidiu apostar em outra frente: acabar com o cheiro de ovo podre do rio –uma espécie de cartão postal às avessas da cidade.

A informação é da reportagem de Eduardo Geraque e Ricardo Gallo publicada na edição deste domingo da Folha.

O mau cheiro incomoda quem trabalha e vive na vizinhança, uma das áreas mais nobres da capital paulista e alvo do mercado imobiliário.

Onipresente, o fedor chega à marginal Pinheiros, à linha de trem e à ciclovia que beiram o rio e, por exemplo, ao shopping Cidade Jardim. Continuar lendo

Ascensão de um rio…

 A água ajuda a reviver uma cidade industrial acabada

Por David Richardson – 24 de Fevereiro de 2012 [*]

Representação artística do rio na Larkin Plaza, centro de Yonkers, quando a restauração estiver concluída.

Por quase cem anos, a quarta maior cidade de Nova York esteve sobre um rio escondido. O Saw Mill, ou Nepperhan (“pequena água rápida”, seu nome nativo americano original), subiu e desceu com as estações do ano debaixo de um estacionamento lotado no centro de Yonkers. […] Continuar lendo

O Rio Uberabinha “PASSAVA” na rua Ibijaú?

“…E como você sabe Brasil eu minha família já moramos em uma área de risco quando viemos para São Paulo, Rua Jauaperi esquina com a Ibijaú ao lado do corrego Uberabinha, e posso garantir a quem quer que se interesse por um breve histórico aí de 1956 pra cá, que, a cada ano que se passava a coisa só piorava, haviam alguns anos em que nada acontecia, e outros em que tinhámos que acordar no meio da noite para levantar o que podia ser levantado, e ver as aguas levarem aquilo que não era dela…” Manoel Ferreira, comentário no blog do Ricardo Kotscho/IG, em 02/02/2010 – http://goo.gl/lQNTp Continuar lendo

Henk Hofstra e seu rio urbano virtual…

Numa espécie de “rio urbano”, com extensão de 1000 m de rua totalmente pintada de azul e a frase “Água é Vida” (8m de altura), a Blue Road  foi a forma que o artista plástico Henk Hofstra, encontrou para relembrar a existência de um rio, exatamente no que hoje é uma avenida da cidade de Drachten (Holanda).

Na verdade isso é uma grande balela. O objetivo do artista, era que a avenida pudesse ser vista pelo Google Earth, mas até o momento não é possível visualizá-lo pelo programa. Continuar lendo